Acredito que vem crescendo, cada vez mais, a quantidade de pessoas interessadas em comprar e investir em jogos de tabuleiro. Isso não significa que os jogos eletrônicos estão sendo colocados de lado, mas é possível conviver com as duas coisas.

Não estou falando somente de War, Jogo da Vida e Banco Imobiliário. Há toda uma gama nova de jogos que estão aparecendo no Brasil, principalmente depois que a Galápagos começou a investir nisso. Até nas lojas mais tradicionais de brinquedos você começa a ver alguns jogos diferentes. Lembro de entrar numa loja de brinquedos e entre os vários Wars e Banco Imobiliários, havia um Catan e um Istambul.

Eu e minha esposa começamos a comprar jogos de tabuleiro, principalmente depois de jogarmos alguns na casa de um amigo. Começamos com Ticket to Ride e depois partimos para vários outros. Nesse texto quero falar sobre um desses jogos que temos: Takenoko.

Há muito tempo na corte imperial japonesa, o imperador chinês ofereceu um urso panda gigante como um símbolo de paz para o imperador japonês. Desde então, o imperador japonês confiou os membros de sua corte (os jogadores), com a difícil tarefa de cuidar do animal e de seu jardim de bambu.”

Essa é a premissa do jogo: você é o jardineiro e tem que cumprir alguns objetivos, como irrigar terrenos, plantar bambus e cuidar do panda gigante. Cada objetivo tem uma pontuação e ganha quem fizer a pontuação mais alta, após uma certa quantidade de objetivos realizados. Essa quantidade depende de quantas pessoas estão jogando. No minimo 2, máximo 4 pessoas jogando.

Por ser um jogo diferente do que estamos acostumados, ele pode parecer confuso e difícil. Mas acredite em mim, você consegue dominar as regras logo na primeira partida. Talvez a maior dificuldade seja realizar os objetivos envolvendo o terreno, mas o você não é obrigado a realizá-los. Pode se focar mais nos desafios do jardineiro e do panda.

Há uma expansão, chamada Takenoko Chibis. Essa expansão traz mais alguns terrenos e também agora tem a Dona Panda e a possibilidade de ter filhotes. Isso não deixa o jogo difícil, pelo contrário, ele abre possibilidades de estratégias para ganhar.

Se você ficou interessado e quer se aventurar mais nesses novos jogos de tabuleiro, eu recomendaria começar por Takenoko. É um jogo bonito, fácil e divertido, que pode despertar a vontade de comprar mais jogos. Só que, aí prepare o bolso, pois infelizmente esses jogos não são baratos. Mas esse valor é compensando pela quantidade de vezes e diversões que eles proporcionam.