Ao contrário do que muitos pensam, a zuera tem sim seus limites. E vários. Você só precisa decidir se é babaca suficiente para cruzá-los.

Nos últimos tempos surgiu essa onda do humor pelo humor, ódio ao politicamente correto, que tudo é mimimi ou vitimismo. Sinto-lhe informar, mas a verdade é que muito dos preconceitos e escrotices que antes eram tolerados por medo ou desconhecimento, agora as pessoas se posicionam. Não aceitam com aquele sorriso amarelo. Já não se faz mais necessária a cara de paisagem e o sorriso forçado para bajular alguém que faz uma “anedota” “””””””””””””””inocente””””””””””””””” sobre, pessoas pretas, gordas, com algum tipo de deficiência, homossexual ou outra minoria para que não seja levado a mal. Levar a mal quem se sente mal com uma piada de mau gosto já é a maior das piadas de mau gosto por excelência.

Mas se não posso ser preconceituoso, como farei minhas piadas? O humor está fadado ao seu colapso? O que será do mundo se não pudermos rir da desgraça alheia para nos sentirmos menos inferiores e humilhar meu semelhante apenas para enaltecer e lustrar o meu ego? Inteligência. Apenas use a inteligência. Humor nunca foi sobre humilhar ou escarnecer alguém. Até porque se você pegar a raiz da comédia, que nada mais era uma crítica com viés jocoso através da exacerbação de seus piores aspectos provocando o riso, mas o riso aqui não seria de alegria ou gozo, mas algo nervoso e desesperado por se reconhecer objeto de crítica por identificação com o que se critica. Escarneça e mostre-lhes tua pior face a fim de dizer aquilo que realmente pensas com um tom mais leve e desvairado para eximir-se de culpa.

A mesma perspicácia utilizada pelos autores de grandes músicas na época da ditadura brasileira pode ser utilizada para se fazer rir. Inclusive criticar, satirizar, mas não humilhar ninguém. Criticar a atitude de uma pessoa é diferente de criticar a pessoa em si. Só que essa linha é muito tênue para quem cresceu adubado com merda midiática e regado a muito senso comum.

Se crianças conseguem criar e contar anedotas que inclusive fazem anedotas com a maldade adulta*, por que não conseguiríamos nós, supostos adultos, pensar em uma maneira de fazer rir sem que ninguém chore? Acredito que seres humanos sejam melhores do que isso.

Estou muito irritado e azedo.

Até amanhã.


*Agora contarei uma piada pesada e suja: Um elefante caiu na lama.