caofantasma

Há quem diga que na literatura universal, a russa é a que mais se aproxima da brasileira.

Eu ainda preciso ler mais ambas para tomar partido nessa suposição. E para começar a conhecer a literatura dos autores russos eu optei pelo conto O cão fantasma de Ivan Turguêniev.

Esse conto aborda uma conversa entre distintos senhores que conversavam na casa do senhor Kinolêntov sobre a existência do sobrenatural até que um deles pede a palavra e conta uma história assustadora que ele experienciou anos atrás envolvendo um cão.

Diversas vezes eu me senti burro e estúpido em minha vida.  E isso se tornou uma constante a cada aula de literatura e suas teorias. Não me senti diferente ao acabar de ler o conto, mas também terminei extasiado, incomodado e feliz. Não cheguei nem perto de captar algo por trás do texto visível, mas é uma ótima porta de entrada para a obra do autor e, quiçá, para a literatura russa em si.

Sem contar o carinho todo especial que a editora 34 possui com a literatura russa, inclusive traduzindo direto do original. Recomendadíssimo para quem gosta de realismo fantástico.

Até amanhã.