Relembrar é viver! Abaixo um post de um antigo blog que tive.

Pois é pessoal, depois de um tempão ser dar as caras, finalmente que me ergo da tumba para postar algo interessante, ou não, para o deleite da moçada.

1 – O carro sempre explode – Vocês já notaram a facilidade com que os carros em filmes (especialmente os americanos) explodem? Só posso imaginar que os carros por lá são feitos inteiramente de produtos inflamáveis. Compre agora o seu Ethanomobile!

2 – Justiça com as próprias mãos – Sempre, mas sempre tem um revoltadinho com a vida que caça todo mundo que lhe fez mal, enfrenta 15 de uma vez e vence, acha todo mundo nos cafundós do judas, nunca é preso pela polícia, enfim: é o bonzão. Vai eu tentar alguma coisa nas favelas do Brasil, o máximo que eu consigo é voltar pra casa em forma de capa de jornal. “Idiota tenta invadir o morro sozinho e é cremado em praça pública”.

3 – Amor demais/Superfelicidade – É incrível como eu amo e odeio comédias românticas. Elas são responsáveis pelo meu entretenimento ao passo que me distraem e me apresentam situações do cotidiano bem interessantes, porém quando termina é aquele amor perfeito, tudo dá certo, tudo é mágico e o mundo é cor de rosa. Daí as pessoas ficam querendo aquele amor e acabam superestimando a felicidade, acham que é sempre sorrir e ter bons momentos. Acho que aquelas brigas memoráveis que você tem com o (a) parceiro (a) é que fazem a relação mais forte depois de se acertarem (sem objetos contundentes por favor).

4 – Animais inteligentes – CREDO. Tenho horror a esses filmes (salvo os de animação, porque desenho é tudo mentira mesmo) de bichinhos, principalmente cachorros, inteligentes que falam ou não. É um extremo pé no saco, tudo que o bicho faz é extraordinário e as pessoas ainda falam com eles como se os bichos fossem retardados. Na boa, prefiro ver lost (tortura mode on).

5 – Adaptações de livros/games/HQ’s #fail – Essa categoria dispensa comentários. Quero que me digam UMA, só UMA adaptação que tenha ficado à altura das referências. Contando que não vale pegar uma obra porcaria e um filme razoável/bom que daí já é covardia, pois o referencial é uma bosta. Mas acho que o pior que já vi na minha vida foi o Street Fighter com o Van Damme.

Até amanhã.

Originalmente postado em: Miztureba