Não quero falar da parte jogo de Valiante Hearts, porque tem muitos sites especializados em jogos de videogame que conseguem fazer isso com mais propriedade do que eu. O que eu posso falar é que é um jogo com mecânicas simples, desafios razoáveis e que qualquer jogador casual consegue entender em cinco minutos como o jogo funciona.

O meu foco aqui é outro.

A história do jogo tem como palco a Primeira Guerra Mundial. Você acompanha Emile, um francês que é convocado para o exercito francês; Karl, alemão genro de Emile, que vive na França e é convocado para lutar ao lado dos alemães; Fredie, um americano que passa boa parte do seu tempo na guerra em meio a combates – mas ele possui um forte motivo para entrar no combate – e Anna, belga que tenta salvar soldados e pessoas usando suas habilidades médicas.

VH_SC_1_Emile_Ypres_143281

Em meio a tudo isso, várias fotos e textos explicando acontecimentos e curiosidades sobre a Primeira Guerra Mundial. E é um material muito rico, pois o jogo procura explicar o que é ou qual a utilidade de vários objetos. E as várias fotos mostradas passaram por um processo de restauração e colorização.

Art_Inspiration_6_148653

Como são poucos os materiais multimídias que mostram como foi a Primeira Guerra (em contraponto com a Segunda, que tem muito material), Valiant Hearts torna-se um excelente jogo para usar nos ambientes educacionais. Vi informações que não estão nos livros didáticos, os quebra-cabeças do jogos são instigantes e a arte procura mostrar o cenário de horror que foi esse conflito, mas sem fazer uso de imagens chocantes.

valiant-hearts-the-great-war-1402600349870_1920x1080

Agora, sempre que algum aluno ou aluna me pergunta sobre a Primeira Guerra, peço para procurar esse jogo. Aposto que eles vão se interessar mais do que seu simplesmente falando.