odeio carnaval texto

Eu não odeio o carnaval.

Odeio a falta de organização da cidade, odeio a falta de estrutura dos meios de transporte públicos, odeio ruas principais e vitais da cidade fechadas para os blocos passarem, odeio quem se aproveita da festa para roubar as pessoas, odeio o preço exorbitante que as coisas têm nessa época, odeio a festa que atrapalha a vida de quem trabalha, odeio as pessoas do mundo que vêm mijar na minha cidade transformando-a num enorme mictório, odeio não ter folga e poder me refugiar em alguma caverna até isso passar, odeio gente bêbada elevada a décima potência, odeio a hipocrisia das mulheres nuas, odeio quem quer que o mundo se exploda e foge das suas responsabilidades diversas porque é carnaval, odeio a falta de educação exacerbada das pessoas, odeio o fato de que “tudo pode” porque é carnaval, odeio o calor que faz no carnaval, odeio o fato do país parar uma semana para o espetáculo do pão e circo que nem mesmo Roma poderia ter imaginado, odeio a televisão que só fala nisso, odeio os órgão públicos que custeiam muito dessa “festa” e quando um prefeito “cancela” o carnaval muitos aplaudem, muitos odeiam, odeio quem acha que todo brasileiro samba, odeio quem acha estranho quem não gosta de carnaval, odeio quem ataca o carnaval sem nem ter base, só para ser diferente.

De fato eu não odeio o carnaval, mas odeio o jeito como é feito aqui na cidade do Rio de Janeiro, que nessa época volta a ser a cidade que ainda nem tinha recebido a família real.

Até amanhã.