Dê play no vídeo e comece a ler!

 

Solidão é uma coisa que eu conheci de perto. E por um longo tempo.

Praticamente por vontade própria após um relacionamento que não deu certo (imaturidade de ambas as partes, mas fazer o quê?), acabei me tornando um ermitão amoroso. em parte por minha vontade e por desinteresse do público feminino.

Simplesmente acabei passando seis anos sozinho.

Não foi o fim do mundo e os fatos comprovam que tem louco(a) para tudo, tanto que estou noivo. Mas percebi algumas coisas nesse tempo de celibato.

Se você não sair de casa, o amor da sua vida não vai bater á sua porta e te raptar para um mundo cor de rosa, num céu de algodão doce e onde os pôneis unicórnios vomitam pavê com gelatina.

A não ser que você tenha queda por carteiros e entregadores de delivery e tenha bastante dinheiro para manter as visitas.

 Antes só do que mal acompanhado.

É verdade, prefira se conhecer, se amar, se curtir (essa não funciona no facebook). Um tempo sozinho, ao invés de sair desesperadamente se jogando nos braços de um novo amor, é bom para que você reflita e perceba alguém que é indispensável na sua vida: você.

Não tenha medo de passar o resto da vida sozinho, tenha medo de passar o resto da vida com alguém que não te merece.

Pode ser que com esse tempo de sobra, acabe percebendo outras coisas e pessoas que são importantes em sua vida que você vinha negligenciando por conta da perseguição do amor.

E a última: NINGUÉM É PERFEITO!

Como na fala do filme do Cazuza: “Nessa vida ninguém presta”. Todos possuem defeitos. Sério. inclusive vossa senhoria. O que vai fazer a diferença num relacionamento é o quão suportável esse defeito é. Tenho vontade de matar minha noiva, minha mãe, minha irmã, eu mesmo às vezes. Mas porque é inevitável, é inerente ao ser humano errar. A questão é saber ceder e ouvir. Ouvir é muito importante.

Portanto se você está sozinho, pode ser até muito clichê, mas o segredo para encontrar um novo amor, é não procurar. Claro que se você se trancar em casa, não frequentar lugares, negligenciar amigos e parentes, a coisa fica mais difícil. Experiência própria.

Até amanhã.