Sou um humano quase normal: me alegro com muitas coisas, lamento silenciosamente de outras, reclamo avidamente de outras. Mas neste feriado de 12 de Outubro vivi um daqueles momentos que me fazem olhar a vida com um largo sorriso e deixar as queixas de lado.

Dois motivos me levaram à viver este momento de felicidade:

– primeiro porque recebi em terras mineiras meu grande amigo (e também integrante do Blablaismo) Michel Souza;
– segundo porque há um ano atrás eu conhecia ao vivo outros três (Wag, Rebeca e Art).

Ano passado eu fui recebido pelo host, aniversariante , nosso querido professor, fã de Dr.Who, amigo, Wagner Brito Junior de Jesus em sua cidade. Foi um fim de semana muito bacana. Conhecer um pouco mais da vida, ver de perto, ouvir a voz sem compressão MP3, além de prestigiar a celebração de mais um ano da vida do Wag valeu, sem nenhuma dúvida, a viagem de 1600km num só fim de semana.

Nestes momentos a vida se expande, amizades virtuais se tornam reais . Bom, não que não fossem amizades antes, mas é diferente quando há um contato, um abraço, um aperto de mão. Acreditem geração internet, isto faz MUITA diferença!

E tudo isto me veio à tona com a chegada de Michel (e Bele) em terras mineiras, mais precisamente Sete Lagoas (cidade que fica a 60 km de Belo Horizonte) e BH (ou Beagá). O casal carioca veio passar alguns dias e, de quebra, reservei dois dias inteiros para fazermos tour por Sete Lagos e BH com nossas respectivas noivas. Eu, Patuxa, Mitch e Bele.

Já repararam como a gente às vezes esquece de coisas simples? Coisas como o quão é bacana ver a cidade do alto (mirantes, por exemplo), passar algumas horas apenas por conta de conversar (e comer), visitar locais simples que ganham valor pelo tempo que lá passamos quando bem acompanhados… já repararam!?

Pois é, eu sempre fui adepto destes programas pró-conversa, avesso à boates e festas de multidões. Mesmo assim já fazia um bom tempo que eu não passava (tanto tempo) apenas por conta de conversar, sorrir, contar história, nada mais… nem precisava de mais.

Enfim, mais uma vez, este blog foi BEM mais que um blog para mim.

Não graças à objetos, riquezas e/ou bens. Foi graças aos amigos, humanos, gente simples e do bem.
Isto faz a vida valer a pena. Gente do bem a quem podemos chamar de AMIGOS.

PS: voltem mais vezes, Mitch e “Sra. Mitch”;
PS2: Wag, você me deve uma visita à capital da roça;

Foto Patux Patuxa Michel Isabele