Olá meu velho amigo,

Sei que há muito não nos falamos, estou em falta com você. Eu não tenho te procurado muito, na verdade nem havia tentado, mas só agora quando sinto tanto sua falta é que eu me lembro de você.

Dizem que somente quando perdemos algo é que damos valor, mas creio que quando machuca, também damos valor às coisas.

Engraçado como nos momentos mais felizes da minha vida, você sempre estava lá e como de costume eu nem sequer lhe agradeci pelas tardes maravilhosas brincando de pique, jogando bola ou simplesmente caminhando sem destino. Você estava comigo o tempo todo e não te dei o devido valor.

Mas agora eu lhe peço, me humilho por você, faço qualquer coisa que você desejar, mas não me deixe. Não me abandone, principalmente agora que eu estou envelhecendo e dependerei ainda mais de ti, meu fiel amigo. Espero que esta mensagem lhe comova e o faça repensar se deseja mesmo não fazer mais parte da minha vida, pelo menos não do lado bom.

Espero que o joelho direito não sinta ciúme de você, mas se um dia ele ameaçar ir embora, farei a mesma coisa.

Do seu amigo

Michel