Era domingo a tarde e eu queria uma tortinha de limão.

Enquanto aguardava se atendido na fila da padaria, acabei vendo uma garota que eu sabia que conhecia de algum lugar. E ela teve a mesma impressão. Sai da fila e fui cumprimentá-la. Olá. Olá. Tudo bem? Tudo. Quanto tempo, não acha? Verdade, ainda está indo lá? Lá…? No clube? Que clube? Ih, não nos conhecemos em um clube? Não tenho certeza. Ou será que era da livraria? Não sei, só sei que nos conhecemos. Verdade. Mas e aí, como vai a vida. Ah, vai bem, um dia atrás do outro, e a sua? Vai bem também, finalmente um período de tranquilidade. Poxa, bacana. É, problemas de saúde, mas agora são águas passadas. Bom saber… bom saber. Casou? Nada, solteira. E você? Solteiro também. Mas da última vez que nos vimos você tinha uma senhora aliança dourada no dedo. Pois é, no final não deu certo, brigávamos demais. Sei como é, eu também estava em uma situação parecida. Toparia ir em casa? Oi? A gente poderia conversar mais tranquilamente. É… a padaria está cheia mesma. Ok, vamos lá então, moro a apenas dois quarteirões daqui. Continua trabalhando naquela empresa? Empresa… não, não, eu sai. Resolvi arriscar criar minha própria empresa. Do que? Consultoria. Bacana. E você? Ah, eu fui para o mundo acadêmico. Isso me lembra que dá última vez que nos vimos, você ia prestar uma prova… É, para uma pós. E pelo visto conseguiu. Sim sim, ainda bem. Eu quero voltar para os estudos, mas só estou estabilizando melhor a empresa. Ah sim, melhor, esse mundo acadêmico exige muito da gente. Ô, minha graduação que o diga. Chegamos, essa é a minha casa. Poxa, que bonita. A fachada é, mas me mudei recentemente, então não repare como lá dentro está um pouco vazio os comodos. Que isso, minha casa está assim também. Entre. Obrigada. Sinta-se a vontade, gostaria de beber algo? Até aceito uma bebida. Tenho cerveja, mas caso você não goste eu acho que tenho um suco e… olha, tenho vinho! Aceita? Seco? Sim. Aceito. Ok, só vou colocar numa taça… sinta-se a vontade para sentar no sofá, ligar a tevê ou o rádio… Vou ligar o rádio, tudo bem? Sem crise, do lado tem alguns cds. Vou ver. Olha só, você tem esse ao vivo do The Police! Sua taça. Obrigada. Gosta da banda? Já gostei mais, coisa de adolescente. Sei como é. Não quer sentar-se no sofá? Ah, sim sim. Quiser tirar os sapatos. Hmmm, esse vinho é muito bom. Produção nacional, acredita? Realmente, muito bom e… poxa, adoro essa música! A versão ao vivo é bem melhor que a de estúdio. Você acha? Ah, ela ficou mais rápida, parece que tem uma energia que a versão de estúdio não consegue passar… Verdade, não havia pensado nisso. Pois é. Ahn.. você está com a mão sobre a minha perna. Ops, desculpa. Sem problema, pode continuar com ela aí. Queria lembrar quanto tempo faz que não nos viamos, você está tão… diferente. Como assim? Está mais bonita. E você está mais charmoso. Que isso, são seus olhos. Verdade! Talvez seja a barba… E você fica bem melhor morena. Poxa, obrigada. Você tem alguma coisa importante amanhã? Amanhã é segunda-feira. Mas é feriado. Hmmmmmm, mas por que me pergunta isso? Sei lá… talvez… você pudesse querer dormir aqui… Hmmmmmmmm.

Mais tarde, lembrei que esqueci de comprar a tortinha de limão. Droga!