“Do mesmo modo que precisamos olhar num espelho quando queremos ver nosso próprio rosto, precisamos olhar para um amigo quando queremos nos conhecer. Pois o amigo é, repito, um outro eu (egó).”
– Aristóteles