Bibi Aisha, 18 anos, foi desfigurada como uma punição por fugir da casa de seu marido, na província de Uruzgan, no centro do Afeganistão.

Aos 12 anos, Aisha e sua irmã mais nova foram dadas à família de um combatente talibã para a resolução de litígios. Quando atingiu a puberdade ela já estava casada com ele, porém mais tarde ela voltou para a casa de seus pais, reclamando do tratamento violento por seus sogros. Homens chegaram lá uma certa noite exigindo que ela seja entregue para ser punida por fugir.

Aisha foi levada para uma clareira da montanha, onde, sob as ordens de um comandante do Taliban, foi amarrada e teve suas orelhas e nariz cortados. Na cultura local, um homem que foi humilhado por sua mulher disse ter perdido o nariz, e isso é visto como punição em troca.

Aisha foi abandonada, mas depois resgatados e levados para um abrigo em Cabul gerido pela “Women for Afghan” – organização de ajuda para as mulheres do Afeganistão, onde ela recebeu tratamento e ajuda psicológica. Depois de um tempo no refúgio, ela foi levada aos Estados Unidos para receber aconselhamento e cirurgia reconstrutiva.

Essa foto ficou famosa, saiu em capa da revista Times e sensibilizou muitas pessoas. Sim, eu acho a imagem forte, isso é um desrespeito ao ser humano. E ainda mais quando acometido em mulheres. A reconstrução do nariz e orelhas foi um sucesso e você pode conferir neste link.

Autora da foto: Jodi Bieber. É uma das fotos premiada no World Press Photo 2011 (http://www.worldpressphoto.org). Vale a pena a visita ao site, tem muitas fotos legais.