Eu sei que atrasei os posts, não vai mais se repetir. Mas vamos que vamos.

Dia 5: Sábado

Um porre. Enquanto meu salario não vem, os finais de semanas são entediantes, pelo menos no periodo da noite. E com o calor que fazia a vontade era fazer nada, mesmo. Ficar apenas deitado no chão, abaixo do ventilador. O que salvo o sábado foi ter visitado o Arthur. Além de brincar um pouco no PS3 que ele comprou, percebi que o rapazote está emagrecendo. Pela primeira vez na vida!

Dia 6: Domingo

Calor intenso. O único momento que sai de casa foi para ir na sessão de meditação do Centro Espírita que frequento as vezes.

Dia 7: Segunda-feira

Essa segunda-feira foi ganha devido a esse dialogo que presenciei, no supermercado. Personagens: pai estressado e filho curioso. Local do supermercado: fila do caixa.

Filho: Bala, pai, bala!
Pai: Para de mexer. Não vou comprar, tem lá no carro.
Filho: Minhoca, pai!
Pai: Já falei para parar de mexer. Fica aqui.
Filho: Cerveja, pai! Cerveja, pai!
Pai: Larga essa porra e fica quieto!
Filho: Não é porra, pai. É cerveja!