Final do ano passado eu ressuscitei minha carteirinha da biblioteca. Além de eu ver que eu a fiz em 1992 (19 anos atrás), a bibliotecária que me atendeu lembrou de mim!

– Lembro de você sim. Você mudou bastante.
– Nem mudei tanto assim. Só cresci um pouco, a cabeça cresceu também e agora nasce pêlos no meu rosto.
– Engraçadinho.

Resolvi correr atrás do tempo quase perdido e estou lendo os grandes autores da literatura mundial. Comecei com O amor nos tempos do colera, do mestre Gabriel Garcia Márquez. Excelente texto, um romance que te cativa e uma narrativa bem diferente, não tão linear quanto possa parecer.

Agora eu comecei a ler O Processo, do Kafka. A premissa basicamente é: Joseph K. foi preso e não sabe o motivo. E nem o leitor. Pelo menos até a parte que já li. Algo interessante dessa edição é que ela é de 1985, é quase uma viagem ao passado. Bem, é como eu vejo, claro.

E já aviso que deste ano não passa o desafio de ler Ulisses, do .

ps.: meu guia-base para procurar livros é este tumblr aqui.