02:07 da manhã.

Não consigo dormir, mas deveria. Um calor infernal na cidade contribui pra essa insônia. Só não sei se mesmo com a incapacidade de dormir eu conseguiria, já que minha vida anda tão dormente que já não conto os dias pelas datas e sim pelos dias que não sorrio.

Estamos no dia 692,  e a conta de luz está atrasada tem 2 meses e não sei se vão cortar, talvez não consiga dormir por conta disso. Já não janto mais, só tenho me nutrido e essa puta do lado da minha cama nem um boquete decente mais sabe fazer, isso me faz pensar naquele sim que eu disse anos atrás.

Ultimamente qualquer tipo de diversão se resume à olhar as desgraças que o datena me conta à beira de um orgasmo televisivo. Pelo menos alguém está gozando ultimamente. Acordo e durmo e os dias continuam do mesmo jeito, nada de bom e nada de ruim. Passo o dia na minha cama de cueca, sem ânimo até pra urinar. Se não fosse o mau cheiro faria tudo aqui mesmo.

Espero que quando você ler esta carta, saiba o porquê de eu ter de eu ter acordado hoje, matado todos meus colegas de trabalho e estar na tv.  Pura e simples falta do que fazer.

Obs: Enquanto eu estiver na cadeia, aprenda a pagar um boquete.