Como incentivar as pessoas a visitarem mais este blog, fazer os colaboradores escreverem mais e não mexer no layout?

Redefinindo a linha editorial, oras.

Dar a liberdade para escrever sobre o que quiser, deixar que os temas não se prendam a algumas categorias. Então cada autor deste blog terá sua própria coluna, para fazer o que bem entender. Desde que nesse “bem entender” não tenha necrofilia, pedofilia ou algo parecido com isso.

E o que eu pretende escrever na minha coluna? Bem, qualquer coisa que me der na telha: música, cinema, quadrinhos, situações engraçadas, problemas de saúde, foras homéricos, enxaquecas, ideais esquerdistas, unhas encravadas, videos engraçados, videos sérios, pessoas problematicas que aparecem na minha vida, sub-celebridades da internet, gente chata, mulheres gostosas, mulheres bonitas, mulheres bonitas e gostosas, mulheres inteligentes, Zooey Deschanel, literatura, literatura de cordel (mentira, nem conheço)…

Enfim, eu vou escrever. Vou voltar ao que significa ser um blablaista. E o que é melhor, sem fazer modificações drásticas no layout do blog.

Ah, sobre o título da coluna: misturei o nome de um livro do Bukowski (Notas de um Velho Safado) com o nome de uma música do Flaming Lips (Guy Who Got A Headache And Accidentally Saves The World) e com essa imagem carrancuda do Charlie Brown.