Em 1996, uma banda de Oklahoma chamada Flaming Lips detinha um certo ar de banda cultuada lá nos Estados Unidos, principalmente por causa dos seus experimentalismos sonoros. Descontente com o tipo de som que a banda vinha fazendo, Wayner Coyne resolveu investir em um projeto maluco chamado “Parking Lot Experiment“.

A idéia, a principio, era simples. A banda colocou vários flyers convidando as pessoas a comparecerem, numa determinada hora, a um estacionamento que seria palco para o seguinte experimento: os carros seriam estacionados de um determinada forma e todos deveriam tocar umas fitas cassetes que foram distribuidas – ao sinal de Wayne. Assim, a música teria uma sonoridade diferente conforme o ouvinte fosse “passeando” entre os carros.

Como o projeto foi bem sucedido, eles conseguiram convencer a Warner (gravadora deles) a patrocinar uma idéia tão mirabolante quanto. Isso foi o pontapé inicial para a banda começar um ousado projeto, em 1997.

Provavelmente o album mais complicado de ser executado que eu conheço. Por quê? Porquê é um album em 4 discos que para proporcional total experiência precisam serem executados ao mesmo tempo. Zaireeka é a junção das palavras Zaire e Eureka.

De acordo com a banda, a ideia do album é oferecer uma experiência musical diferente ao ouvinte. São 4 cds que precisam ser executados ao mesmo tempo para oferecer a experiência completa. Claro que se você quiser tocar apenas 2 ou 3, não há problema.

De cara já te digo que não é um album fácil, seja na execução ou mesmo na apreciação. Por ser um album experimental, é dificil você gostar logo de cara. Exige você ouvir mais vezes e de preferencia não fazendo nada alem de ouvir.

Com as facilidades de hoje fica fácil reproduzir os 4 albuns ao mesmo tempo. Nada que um editor de audio não consiga resolver em alguns cliques. Estaria mentindo se dissesse que não fiz isso. Mas tentei fazer também a moda antiga. Executei dois ao mesmo tempo, já que só tenho dois aparelhos. Foi muito mais divertido, pena que eram somente dois.

Zaireeka está longe de ser um excelente album, mas com certeza entra fácil numa lista de albuns cuja finalidade é proporcionar uma experiência musical única. Não rendeu milhões, nem faliu a gravadora. Mas com certeza foi uma importante aprendizagem para a criação do próximo excelente album da banda (não só eu, como muita gente concorda com isso), o The Soft Bulletin.

[starreview tpl=16]