Quando eu ouço uma música que tem como vocalista uma mulher, eu prefiro primeiro imaginar como deve ser a dona da voz, para depois procurar uma imagem ou ver um clipe. Fico imaginando tanto as características fisicas quanto da personalidade.

E geralmente quando escuto uma voz delicada, imagino uma mulher igualmente delicada, simpática, inteligente e que você quer instantaneamente pegar no colo e cuidar para toda a vida. E mulher que canta assim também passa uma segurança, uma confiança naquilo que está fazendo.

Foi isso o que eu pensei quando ouvi Actor, da cantora que atende pelo nome de St. Vincent (O nome dela é Annie Clark). Ouvi uma música dela ano passado, poucos dias depois que o album Actor foi lançado e o som me intrigou. Mas vi que eu não estava preparado para encarar esse album.

O que é lamentável, devido ao tempo que fiquei sem ouvir. E recentemente pude ouvir o album com mais calma e tudo melhorou. Annie Clark realmente tem uma voz delicada, mas passa uma confiança absurda nela. É o tipo de voz que você gostaria de ouvir logo ao acordar.

Mas vamos falar sobre o album. Actor, lançado em maio de 2009, é o segundo album dessa estadunidense, foi inspirado nos filmes preferidos da Clark. Veja bem, foi inspirado. Ou seja, as músicas não tratam de um (uns) filme (s) especifico(s). Por isso o nome do album é Actor. E também foi composto e produzido pela Annie Clark, com a ajuda de John Congleton. As músicas possuem, quase todas, contrabaixo e metais (não o tempo todo) distorcidos e uma bateria que o convida a entrar em transe. Não que a música seja psicodélica, mas te leva a imaginar lugares e situações, tal qual um bom filme. Outra caracteristicas são os corais. Todos eles feito pela Annie e colocados na música de modo a fluir tão natural que você estranha quando eles não aparecem.

Acredito eu que três músicas vai conquistar você logo de cara: a doce “Laughing With A Mouth of Blood”, que apesar de calma, tem o visceral refrão All of my old friends aren’t so friendly / All of my old haunts are now all haunting me; e as dançantes “Actor Out of Work” e “Marrow”. Ok, não tão dançantes assim, mas com certeza você vai bater o seu pé no ritmo da música.

Actor soa bem maduro, mesmo sendo o segundo album e Annie Clark ter apenas 26 anos. Não tenta ser revolucionário, mas com certeza vai embalar bons momentos de sua vida.