Olá.

Vocês devem estar pensando por que estou aqui e eu lhes digo: Coincidência.

A mesma coincidência que levou meu pai a sair com minha mãe depois de ter perdido a conta na cachaça e achar que ela era a Rita Cadilac, resultando neste que vocês veem.

Silêncio.

E por falar em gostosa, minha vizinha é a melhor de todas. Sempre digo pra ela que eu só procuro a top de linha. Pena que ela também.

Tudo bem, ela não era tudo isso mesmo. Mas o que eu posso esperar das mulheres? Não conseguem nem estacionar o carro, mas pilotam um fogão… E ainda dizem que somos injustos com elas, depois de esquentar a barriga no fogão, nós homens caridosos, deixamos elas esfriarem a barriga no tanque.

Um cemitério demonstra mais agito.

Barriga. A minha está como a economia da China, não para de crescer. Dizem estudos científicos que crescemos até os vinte e três anos, porém depois disso começamos a expandir. Aqui estou eu que não me deixo mentir (levanta a camisa e bate na barriga).

Todos olham nervosos para o relógio.

Mas a melhor barriga é do meu tio. Nunca mais ele precisou de um portacopos desde que adquiriu aquela pança de respeito. O cara é tão gordo, mas tão gordo que pra colocar o cinto ele amarra na ponta um bumerangue.

Feno de faroeste passa.

Se eu estivesse aí também não daria uma risada. Um cara como eu, que nunca estudou além do segundo grau, nunca pegou ninguém, nunca faz ninguém rir a não ser quando se dá mal, não poderia ser de outra forma. Da próxima vez eu tento vir numa entrevista de trabalho do jeito tradicional.

Obrigado, entraremos em contato com você. Ao sair chame o próximo entrevistado.

Jogue o currículum dele no lixo… HEUAHEUHEUHAUEHAUEHUHEEUHEUAHEUHEUHEUHEUHEUHEUHEUHUEHUEHUHEAHEUAHEUHEUHUEHA