O mundo está apressado, muito apressado. Agora, quase tudo é para ontem ou para agora! E ai de você se atrasar… Por causa dessa pressa, tudo é curto. Tudo é 140 caracteres. É uma tristeza isso.

Essa pressa só tem feito sumir as constantes. Tem sobrado só as variáveis. Lembra aquela casa que você pulava o muro para roubar jabuticaba do pé? Então, hoje virou uma igreja evangélica. E amanhã será estacionamento.

Precisamos de constantes na nossa vida, senão ficamos perdidos e os psicologos e terapeutas, milionários. As constantes nos mantém na realidade, na ordem racional.

Para alguns, a constante é uma banca de jornal. Pode mudar o dono, mas a banca continua ali. Para a sua segurança racional.

barberia

A minha constante é o meu barbeiro. Desde pequeno, vou sempre ao mesmo. Não troco por nada. Você pega confiança, não precisa ficar dizendo como deseja o corte: ele já sabe. Somente as pessoas perdidas ficam trocando de barbeiros.

O meu barbeiro é a minha segurança racional. Quando estou na barbearia, todas as variaveis ficam lá fora. Dentro, só constante. E além do mais, meu barbeiro é meu pai.

E eu já avisei o velho que quando ele se aposentar, aquela cadeira é minha.