Vida matreira e cruel
Que coisas dá e tira
Me faz viver em mentira
Tornando a dor em carrosel

Duas semanas no céu
E de volta à realidade dura e fria
A vida que dá e que tira
É a mesma que amarga o mel

Por mim nada vai mudar
E almejo ter um pouco mais disso
Nem que seja no próximo ano

E se um dia
Qualquer você leia isso
Saiba ainda que te amo