E todo mundo só fala na crise. Mas onde ela está? Porque o que vemos ou ouvimos falar é que as bolsas estão caindo 8, 10, 14%!!!! Muita grana se perde, será ela real? A fase do capitalismo que vivemos é virtual, investe-se na bolsa de valores (de capitais), mas quem de fato já viu aquele volume todo de dinheiro que se movimenta num dia de pregão?

Não será a crise feita de especulação? Dessa vez o capitalismo não tem inimigos: não tem o comunismo, não tem o terrorismo, a crise se deu no âmago do sistema capitalista, na acumulação de capitais que tem na ganância das pessoas a sua sobrevivência.

A crise é global, mas tem muita gente dizendo que a nossa vida até que está boa.

A globalização que criou a crise de capitais significa que o mercado não pode ficar sem a intervenção do Estado. Não dá para os fluxos de capitais, de mercadorias ficar desterritorializado, não dá para as empresas fazerem o que quiser  porque há lugares que oferecem mão-de-obra mais barata e subsídios maiores e, assim, deixam sem mais um lugar por outro,  o que aumenta a pobreza e a desigualdade regional.

Como são algumas palavras e ainda não tenho esse pensamento muito bem trabalhado na minha cabeça, por enquanto é isso que tenho a dizer. Vou acompanhar o que sai na mídia e quem sabe volto a escrever sobre isso…