Ultimamente tenho reparado em uma coisa que eu já havia pensado antes mas havia resolvido deixar pra lá: Hoje em dia as pessoas não se olham mais nos olhos, rosto a rosto e tals…
É meio estranho mesmo, quando você entra em um elevador digamos o do seu prédio e encontra um conhecido você (dependendo seu grau de intimidade com o conhecido) cumprimenta e até conversa com ele, mas se entra alguém que não conhecemos, o que fazer? Já vi várias técnicas de ignoramento que o ser humano foi capaz de inventar:

* Uns olham para o teto: – nossa! como isso aqui tá sujo. ou: – Ai, que torcicolo!

* Outro olham para os números dos andares aumentando ou diminuindo, como se fosse um meio de se ter certeza que a ordem matemática dos andares está sendo repeitada pronto para dizer: – Rá rá! foi do quinto pro terceiro hein, elevador travesso?

* Os mais sofisticados, que sempre estão com seus Mp3 players no ouvido e que quando você entra no elevador os dois escutam as músicas de tão alto que ele põe só em sua homenagem, e pra não falar com você também…

* Os introspectivos: Sempre brincando com a chave ou cantando canções intelegíveis ou emitindo grunhidos para o vazio…

* E os melhores de todos: Os surdos por convicção. Clássico de você entrar no elevador e dizer: – Bom dia e a resposta: -…………… *de repente passa aquele tufo que aparece nas cenas de solidão em bang bang*……… *cri cri cri* e você sai do elevador certo de que foi ignorado com estilo!

Mas é realmente engraçado como as pessoas hoje em dia nem a educação mais prezam, tudo bem que eu sou mestre em ser ignorado, mas daí a falta de educação… não é bem por aí…

Dica do dia: Que tal você cumprimentar as pessoas, nem que seja para perguntar as horas? tipo um bom dia, boa tarde, boa noite já faz a diferença.

Se quem tem boca vai à Roma, quem tem educação vai aonde quer…