A uns meses atrás, li uma noticia de que Curitiba tem conexão wi-fi no Parque Barigüi. Foi implantado em abril, não só no parque como em outros lugares da cidade, como o Mercado Municipal e a Praça Rui Barbosa. Isso é uma tendencia que tem se espalhado por várias cidades do Brasil, como Porto Alegre e Belo Horizonte.

Ou seja, se você possui um notebook ou outro equipamento que possa conectar wi-fi, poderá usar tranquilamente. Em alguns lugares, gratuitamente. Em outros, após o pagamento de uma taxa. Talvez alguns tenham achado isso muito legal, mas eu tenho cá minhas dúvidas.

Vale a pena mesmo ter essa oportunidade de nos conectar em qualquer lugar? Eu sei que para algumas pessoas, como o Júlio, estar conectado é excelente pois faz parte da profissão. Mas e para as pessoas comuns, como eu e outra milhares de pessoas? Vale tanto a pena assim?

Afinal, minha vida não é um comercial de celular, onde sempre estou rodeado de amigos num parque, assistindo um vídeo em um celular e mandando uma foto ao mesmo tempo, com trilha sonora de Queen. Alias, se eu estivesse em um lugar assim, a última coisa que eu gostaria de ter perto é um notebook.

Será que não estamos querendo ficar conectados demais? Acredito que alguns lugares não é preciso ter uma conexão. Um parque é um deles. É um lugar que eu iria para relaxar, me divertir, ver o por-do-sol… e não para levar meu notebook, sentar embaixo de uma árvore e digitar um post, ler meus emails ou conversar com alguem no msn.

Antigamente poetas escreviam seus poemos embaixo de uma árvore. Agora, poderemos escrever nossos posts ou email embaixo de uma árvore também.

Para ler outra opinião, clique aqui