Queridos Blablaistas, sejam sinceros comigo: quantos blogs subjetivos vocês tem saco para ler? Todo blog que se propõe a ser subjetivo, entra na categoria arte. Bem, pelo menos eu considero isso.

Voltando a pergunta, eu tenho saco para ler pouquissimos blogs subjetivos. Dá para contar com apenas uma mão. Isso porque você precisa, de algum modo, se identificar com ele. É igual a outras formas de manifestação artistica, seja ela música, filme, teatro, quadros e whatever… é preciso ter identificação.

E eu consigo achar essa identificação com o Pequeno Inventário de Impropriedades. Criado em janeiro de 2007 pelo meu amigo Max Reinert (OIMAX!), o Pequeno Inventário é um blog subjetivo que me agrada, e muito. Cada texto possui um estilo diferente, pero no mucho, do próximo texto.

Mas como escrever objetividade sobre um blog subjetivo não é o meu forte, leia o que o próprio Max acha do Pequeno Inventário de Impropriedades:

Bom… muito difícil falar de algo que fala da gente! Quando a proposta de um blog é mais de notícias e/ou comentários acredito seja mais fácil definir os limites de onde começa o blog e termina você… no meu caso, não sei se tenho essa percepção tão clara. Embora assine os textos todos como ficção ( e eles são, não se preocupem, ainda não fiz metade do que escrevi ali!), eles são também o reflexo claro dos meus “momentos”…. São coisas que eu vejo, participo ou sinto colocadas em pura “realidade ficcional”!

Meu gabinete de análise exibicionista… como costumo dizer.

De todas as coisas que tenho feito atualmente é, com certeza, a que me dá mais prazer…. e mais angústia.

Prazer no sentido das construções que tenho feito alí… gosto da possibilidade de escrever algo e encontrar uma música, uma imagem que completem o que tento dizer… gosto da sensação de criar algo “expressivo” que se comunique com as pessoas (poucas, realmente!) que lêem. Gosto também quando as pessoas dizem que se “viram” no texto que escrevi…. me sinto menos “anormal”!!! hehehe

Angústia pela incapacidade de traduzir algumas sensações que tenho… pela incapacidade de escrever coisas menos piegas… ou seja, pela incompetencia mesmo. Às vezes leio coisas em blogs de amigos que penso “Que raiva, queria ter escrito isso!” … mas é a vida… infelizmente ainda não me tornei o “Deus” que gostaria de ser!!! hauhauhauahuahuauha

É isso… no mais, é um blog sincero e limpinho…. como eu gostaria de ser também!

Músicas escolhida pelo Max Prepare-se para o total exemplo de esquizofrenia Reinert:

Sweet Dreams – Marylin Manson
Paciência – Lenine
Enjoy the Silence – Lacuna Coil
Because – The Beatles
Todo o Amor que houver nessa Vida – Cazuza