Una gota de sangre en MTV,
un cadáver conectado a Internet,
Mona Lisa llorando en el jardín,
un licor de cianuro,
muera el futuro,
pasado mañana es ayer.


Como me pediram, cá estou eu com minha MEME:

5 coisas que eu quero fazer antes de morrer
Ir para Portugal; ter a minha casa; e por tabela o meu carro; ter um namoro que dure mais do que 1 ano 2 meses e alguns dias (de preferência que dure uma vida toda); aprender espanhol.

Meu, essa barba já está coçando. Vou raspá-la sem falta amanhã cedo.

5 coisas que eu faço bem:
Ahn, deixe-me pensar. Hmmm. Putz, tem como pedir ajuda aos universitários ou as cartas?

5 coisas que você mais diz:
Desculpa pessoal, mas o meu jargão é “sem crise”. “Oi” e “Alô” entra na lista também?

Que doce mais enjoativo. Me deu uma senhora sede. Água água água água água.

5 coisas que eu não faço ou não gosto de fazer:
Enfrentar fila de banco (só e somente só se necessário); dirigir devagar (se é para dirigir devagar, vou andando); falar durante filmes; aguentar gente mala ou sem-educação; dormir pouco.

La enfermedad del corazón
tan mortal, tan eterna,
tiñe de amargura la aventura del yo,
peligros de la vida moderna.
Una secta de hermanos de Caín,
una lágrima por ordenador,
aguafuertes del muro de Berlín,
pasarelas de hielo,
para modelos
violadas por Christian-Dios.


Será que o título desse texto não está grande demais?

5 coisas que me encantam:
Feitiços de encantamento, usados necessariamente para me encantar (totalmente infame); minha familia toda; artistas de circo; ilusionistas; geografia

5 coisas que eu odeio:
Música ruim; filme ruim; comida ruim; tempo ruim; coisa ruim.

Tragicomedia musical,
cementerio de besos,
hoy, a la deriva, por la General Paz,
naufraga el galeón de los excesos.
Filosofías de arrabal,
mártires del rock and roll
discutiendo, entre las piernas
del dolor
el álgebra de la vida moderna.


Nem acredito que consegui pegar uma sessão de cinema quase vazia. Vinte pessoas devia ter! Que maravilha! E aquela moreninha que conversei na fila… Cinara, era esse o nome? Eu devia ter pedido o número de telefone dela. Ah mas agora já era.

Prometo que nesta segunda-feira, dia 12 de março, irei raspar a minha barba e depois só irei raspar a mesma daqui UM mês. Nunca deixei ela crescer por tanto tempo assim.

Y al final
nunca sé como empezar
a decirte a gritos
que necesito
más que respirar,
que necesito
escapar
del purgatorio de sobrevivir,
hasta el año dos,
hasta el año tres,
hasta el año diez,
hasta el año cien mil.
La soledad
es la ecuación
de la vida moderna.
Amanhã de tarde tem aula tranqüila. Ainda bem. Será que este post não ficou grande demais?


Música: Joaquin Sabina y Fito Paez – La Vida Moderna.