Nunca entendi direito esse negócio de Seguro de Vida.

Tudo bem, é um ato altruísta, já que você paga e caso você morra, seus entes queridos receberão o dinheiro. Mas veja que contraditório: pagar um seguro de vida, que a última coisa que irá fazer é segurar a minha vida. Não vejo ninguém sendo protegido por um agente de seguro de vida.

Estranho, não é? Deve ser por isso que inventaram os planos de saúde.

Só hoje eu me toquei de que quanto mais velho você é, mais caro é o plano. Ou seja, ficar doente não é um bom investimento. Só é bom quando se é pequeno, e inventa uma febre de última hora, para não precisar ir na escola. Só para isso mesmo. Ou estou esquecendo de alguma outra situação?

“Santo Deus, Wagner. Quanta insanidade em apenas poucas linhas! O que aconteceu?”

Acontece que eu encontrei um amigo da faculdade, enquanto eu estava no centro da cidade, pagando contas. E foi jogando conversa fora em que falei as melhores pérolas possíveis. Hoje, realmente, estou inspirado a falar coisas nonsense.

Tem outra melhor ainda, mas infelizmente não posso contar. Não é nada demais. É que eu teria que explicar todo o contexto dela, e caso eu faça isso, seria um texto muito longo.